quarta-feira, 1 de junho de 2011

Lucas Barbosa - Galera Show - A Galera Termina seu Show...

O termino...

Em dezembro deixei a empresa que estava trabalhando, e por estar a quase seis a sem tirar férias decidi que me dedicaria ao programa, e que iria descansar, mal sabia que estaria trabalhando duas vezes mais do que trabalhava no Hopi Hari, porem pude me dedicar interinamente ao Galera show, trazendo mais consistência ao programa, investi uma grana que tinha recebido da saída da empresa e tivemos um pouco mais de infra-estrutura.
Sempre com ideias loucas...
    A minha rotina de trabalho tinha estava se complicando a cada dia mais, a Camila tentava me ajudar mais tinha as suas outras prioridades, e estava limitada a apresentação, eu acabei levando toda a carga do programa nas minhas costas e um dia não suportei mais, estava com a seguinte rotina de trabalho:
As quintas feiras a minha semana começava passava o dia ligando para os principais realizadores de eventos da região para fazer matérias.
As sextas feiras eu confirmava os eventos, realizava os credenciamentos, ainda no mesmo dia começávamos a gravar, geralmente fazíamos uma balada na sexta, mais regional, ou uma coisa mais leve.
Aos sábados durante o dia tínhamos que fazer o segundo bloco do programa, trabalhava o dia inteiro fazendo as pesquisas para realizar a matéria e ter o mínimo de conteúdo possível, tínhamos conflitos com o canal, afinal eles não tinham equipamentos e cinegrafistas suficientes para todos os programas e quase sempre tínhamos que implorar por equipamentos.
Lucas Barbosa em interlagos
  Aos domingos iniciávamos a captura das imagens, para fazer um programa de 30 minutos temos de 22 a 25 minutos de matéria já editada, livre de qualquer erro, para termos essa quantidade de material, precisamos ter no mínimo um bruto de 02h15min de gravação para que possamos tirar os erros, e as imagens que não poderíamos utilizar, ou seja, passávamos de 2 a 3 horas fazendo a captura das imagens, às vezes tínhamos equipamento do canal para fazer isso às vezes eu emprestava dos amigos, dávamos um jeito.
Roberts achando que agente estava brincando....
  As segundas feiras ou no próprio domingo iniciávamos as edições, depois de algumas semanas eu perdi a ajuda do Eder e comecei a fazer as edições sozinho, às vezes a Camila acompanhava, às vezes não, porem todo o trabalho de edição do programa era feito durante a segunda feira de dia, à noite, pela madrugada, pelo fato de ter saído do Hopi Hari voltei a dormir, porem não tanto quanto antes.
Equipe Galera Show
As terças feiras tinham de terminar a edição e entregar no final da tarde para o canal verificar se não tinha nada errado (geralmente eles não olhavam), e caso alguma coisa fosse vetada tínhamos de retirar ou ajustar e fazer a exportação do vídeo novamente coisa que levava tempo.
Na quarta feira eu tentava colocar o programa nas redes sociais e responder emails e já iniciava os contatos novamente para conseguir as matérias para a próxima semana.
Ou seja, eu trabalhava sete dias por semana bem mais que 8 horas por dia, estava dirigindo, editando, apresentando, Roteirizando, divulgando, deixei minha vida pessoal por três meses, e todos os gastos que estava tendo eu estava arcando sozinho, nunca atingíamos o valor mínimo para ficar no 0x0, ou seja, estava pagando para trabalhar, vamos aos cálculos, para quem não conhece como é ter um programa de TV no canal 25 em Jundiaí.
Aprendi muito...
  Vamos supor que tenhamos 10.000 reais entrando em patrocínios, comerciais e coisas do tipo desses 10.000 reais 50% é do canal, ou seja, 5.000 ficariam no canal logo de cara, desses outros 5000 teríamos de pagar 2.000 pelo espaço de meia hora, e de infra-estrutura em outras palavras cinegrafistas, editores (sendo que não utilizávamos devido à baixa qualidade das edições), sobravam 3.000, desses três mil reais tirávamos os gastos, (que sempre arquei nunca cobrei) gasolina, flyers, divulgação entre outros, pode tirar mil reais por mês.
Sobravam dois mil para dividirmos entre eu e a Camila, sobrava mil reais para cada um, ou seja, 10% do valor total sendo que eu estava fazendo 90% do trabalho, inversamente proporcional, infelizmente eu levei essa situação ate o dia em que minhas reservas acabaram e eu estava esgotado, utilizei meus últimos segundos e fui viajar tirei 20 dias e deixei as coisas andarem sem meu apoio, quando voltei descobri que o programa tinha sido reprisado, pois “o resto da equipe” não tinha conseguido fazer o trabalho, ou seja, ruim comigo pior “semmigo”, foi quando eu mantive a minha porta aberta e voltei a trabalhar com T.I e fotografia, e onde trabalho até hoje.
Os irmãos que não tive...
Aprendi grandes lições com o Galera show e toda minha trajetória, passei por todas as funções de um programa de TV, aprendi até a operar as câmeras, muitos programas que não tínhamos cinegrafistas acabei fazendo as imagens, me apaixonei por TV, aprendi muita coisa mesmo, e pretendo utilizar em próximos projetos, acredito que o Programa Galera Show esta apenas engavetado, tenho a idéia de angariar mais fundos e recomeçar com uma infra-estrutura adequada, para transmitir apenas pela web, teremos muito mais amplitude do que um canal local, e conseguiremos outra dinâmica, outra maneira de pensar, será um grande desafio para mim, dirigir um programa para a internet, tenho dedicado algumas horas da minha semana para a continuação deste projeto que tende a voltar em 2012.
Eder Ortega
  Tenho uma lista de pessoas a agradecer que fizeram parte desse projeto, uma em especial é meu amigo Eder que levou o projeto ombro a ombro comigo, que me ensinou muita coisa, me deu dicas de edição, me ensinou a gravar, foi praticamente um irmão, me ajudou com uma questão que enfrentei no programa, foi um sócio se jogou por varias vezes em um buraco escuro comigo sem mesmo reclamar, por seis meses tive um grande irmão, pensávamos muito parecido (Brincávamos que estávamos conectados via wireless, apenas com um olhar já conseguíamos captar a situação realmente era muito incrível), mostrou sem um profissional muito bom, muito competente e esforçado, e com um talento inimaginável, sem sua ajuda nem metade do galera show teria acontecido. Obrigado.
Agradecer também a minha parceira de todas as horas Camila, que também sonhou ao meu lado e que fez um grande show no programa, trabalhamos lado a lado por horas e todos dizendo que tínhamos um caso, e realmente tínhamos um caso com o nosso trabalho, dávamos duro para tentar deixar as pernas do programa mais robustas, por vários momentos de desespero, o que mais falávamos um para o outro é “não vai dar tempo” e no final sempre dava, apesar das indiferenças e abstenções de opinião devo muito a essa menina que me ensinou muitas coisas, tenho certeza que um pedacinho dela sempre estará em minha vida eternamente. Obrigado.
A parceria com a Una fez com que o programa tivesse um grande conteúdo e um grande retorno, foi fundamental a ajuda de Heber Mota, Fabio Patteli e a sua equipe, a confiança depositada no nosso programa, a competência para nos apoiar na realização, apenas tenho a agradecer. Obrigado.
Una Ecoadventure Team
  Novamente meu caro amigo, mentor de fotografia Gabriel Valim cuja disposição de ajudar a fazer as fotos e a paciência pelos meus pedidos loucos, fizeram a diferença e parte da abertura do programa, mais uma vez te devo uma. Obrigado.
Fotógrafo Gabriel Valim
Agradecer a cabeleireira Nalva Lima que nos patrocinou e acreditou no nosso trabalho juntamente com a HB que nos presenteou com vários óculos. Obrigado.
  As minhas amigas e amigos, como a Paulinha que toda quarta feira no termino do programa me ligavam me mandavam SMS com um feed back fenomenal possibilitando a melhora continua, sem essas pessoas não teria aprendido nem a metade do que é a TV.
  Após o termino do Galera Show voltei a me dedicar a fotografia, o projeto L.B. fotografia voltou a ter forças e ocupar o meu tempo, ao mesmo tempo que faço um trabalho como consultor na grande São Paulo, me dedico a noite e aos finais de semana aos estudos a fotografia e arte.
Galera Kids
Apenas trabalhar em um escritório e ter uma vida normal pra mim não é o suficiente, eu preciso criar, eu preciso me expressar senão parece que falta algo, e a fotografia pra mim é arte é expressão, os próximos posts irei falar sobre o projeto de fotografia e mais, vou ensinar tudo o que aprendi, a cada post pretendo mostrar um pouco mais o que é ser fotografo, algumas técnicas e dicas para quem quer ser fotógrafo, vale a pena conferir.

Um comentário:

  1. Paula Rossi Borba1 de junho de 2011 10:57

    Poh Lukinha, brigada pelo agradeciemnto, sabe q assistia com prazer todos os episodios.... Comentava o que achava, e aproveita o que era útil né... foi uma fasse boa da sua vida, mas teve um fim né... foi tipo assim: "Valeu,Foi bom, Adeus".... mas faz parte, td conta como um crescimento...
    Saiba que sempre pode contar comigo para suas empreitadas...
    Estarei ao seu lado, sua amiga Paulinha
    bjokas

    ResponderExcluir